Como está o seu amor-próprio?

Quero conversar com vocês sobre autoestima.

Segundo com os psiquiatras franceses Christophe André e François Lelord, a autoestima se compõe de três ingredientes que se manifestam em doses diferentes.

Como está seu amor-próprio?

O amor por si mesmo é o alicerce da autoestima. Significa você se amar de modo incondicional, com todos os seus defeitos e as suas qualidades. Mesmo que seus projetos fracassem, uma voz interior dirá que você é digno de amor e respeito. Com isso, você conseguirá enfrentar a adversidade e se erguer de um eventual tombo.

Como você se vê?

Na autoimagem, o que conta é a avaliação que você faz dos seus atributos – sua inteligência, sua beleza, seu talento. Se você menospreza a sua própria capacidade, acabará desperdiçando chances preciosas de se realizar e de ser feliz.

Você confia no seu taco?

A autoconfiança é o que lhe dá coragem para agir em situações novas. A falta de segurança se manifesta na timidez, na hesitação e no medo do desconhecido.

Valorize quem você é e tudo aquilo que vem construindo.